Tutorial – Gimp (Censurando com Defocagem Gauss/Pixelização)

Mais conhecido por ‘Efeito Vapor’ ou ‘Blur’.

Aprendendo a fazer censura com Gimp
Aprendendo a fazer censura com Gimp

Antes que partamos para o tutorial, quero ressaltar que o efeito blur conhecido por todos como o efeito de censura também é utilizado para ênfase, criar foco sobre um material. Ou mesmo realizar o efeito “Tilt-shift” que alguns conhecem como o efeito de miniaturização.

Bem neste tutorial não vou abordar nenhum destes outros apliques, e sim o da censura. Muitas vezes queremos capturar um momento que precise de uma prova. Mas não queremos expôr demais. O efeito censura é o melhor a ser aplicado nestes casos. Como acima podem ver que o efeito de pixelização é capaz de destruir qualquer evidência do que se tratava. É a melhor censura que existe. Existe uma outra forma que também mostrarei chamada de “Defocagem de Gauss”. Ela recebe um cálculo de ‘embaçado’ que ao invés de destruir a informação ela somente atrapalha a leitura.

O seu uso é mais aplicado para não obstruir a informação, já que com o uso dela é ainda possível em níveis de apliques sutis identificar do que se trata, traduzir pode ser até bastante difícil. Mas o efeito de pixelizar tem a função de tornar o dado irreconhecível. Vamos partir do conceito que os meus leitores tenham alguma base no programa Gimp. Mas isso não é exatamente necessário, uma vez que tenham dúvidas – usem o espaço do comentário (e por favor sejam bastante detalhados para que ajuda seja eficiente)

Dica de visualização das fotos.

  • Ou clica com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolhe “Inspecionar elemento”;
  • Ou no seu navegador, apenas como guia o browser Google Chrome – clique em configurações (percebe a chave inglesa no alto do seu navegador?)  e alterne o zoom (maior – mais esperto/menor – mais afastado).

Passo 1 – Escurecer a imagem.

(Este passo é opcional – ele serve para oferecer uma identificação do documento como alterado)

Escurecendo o documento - 1
Escurecendo o documento - 1
Escurecendo o documento - 2
Escurecendo o documento - 2
Escurecendo o documento - 3
Escurecendo o documento - 3
Escurecendo o documento - 4
Escurecendo o documento - 4

O escurecimento de tela torna-se mais eficiente quando estamos lidando com o chamado destaque. É melhor que eu dê um exemplo ilustrativo para que os leitores saibam que este efeito tem uma utilidade dentro do nosso tutorial. Mesmo até porque censura-lo é uma parte das formas de edição. Vamos pegar o próprio exemplo acima.

Destaque Censura
Destaque Censura

Ainda que é dispensável o uso “do rastro” segue á cada um realizar a melhor forma de apresentação do destaque. Perceberam que o uso da claridade se faz preciso quando queremos chamar a atenção. Isso serve em muito para os que querem fazer ‘artigos explicativos’ e precisam que os leitores estejam direcionados para certas informações. Isso serve também para aquele “Epic Fail” ou “A trollagem que acontecem com certas pessoas ao tirar as fotos dos amigos” .

Vamos então aplicar a primeira forma, das duas que iremos ver, de censura. A chamada “Defocagem por pixelização”.

Vamos tomar com a nossa imagem exemplo com escurecimento, lembrando que vale também sem o escurecimento. Havia dito que era opcional para este tutorial. É simples, basta seguir as imagens e tendo dúvidas, entre em contato pelo comentário.

Passo 2 – Censura com pixelização (Conceito de camadas)

Conceito de camadas 1 - Pixelização
Conceito de camadas 1 - Pixelização

A camada é todo tipo de dimensão ou plano distinto. Vamos entender da forma mais divertida. Como é que vocês acham que é feito os efeitos especiais dos filmes? Eles usam recursos que alternam de tempo a cada aplique. Vou exemplificar melhor. Cada efeito que vemos numa tela esta disposta numa camada de trabalho (para efeito de curiosidade chamada de ‘framework’).

Como o efeito de criar o duelo de varinhas de Dumbledore com Voldemort. Vamos entender aqui a história melhor.

1. Primeira camada – só tinha os atores e as varinhas

2. Segunda camada – só tem o cenário

3. Terceira camada – Só tem o brilho das varinhas, o efeito de luz sobre os atores e o cenário

4. Quarta camada – só tem o efeito de faíscas das varinhas

5. Quinta camada – tem aquela labareda de energia

6. Sexta camada – o efeito de luz sobre os objetos do cenário

7. Sétima camada – Demais efeito.

Quando unimos estas camadas, é chamada de “Composição” ou “Composite Layers”. O que temos? O duelo de Dumbledore e Voldemort impressionante. Acho que aqui deu para entender? Senão, é só pedir uma exemplificação ilustrativa.

Na nova camada do nosso exemplo nós iremos aplicar uma defocagem pixelizada. Só que nós queremos em certos pontos. Não queremos defocar tudo. Só queremos tornar indecifrável o anúncio do Sky, o preço, os anúncios do Google, e o nome/site dos autores dos artigos. Veremos que isso é possível.

Configurando a pixelização
Configurando a pixelização

(Errata: Home Dihitt é “Camada colada)

Censura Pixelizada - Final
Censura Pixelizada - Final

Nós aplicamos a pixelização. Agora temos que tornar possível que ‘censuremos’ o que queremos. E para isso vamos usar o recurso chamado “Máscara”. A Mascará serve para criar um molde para onde queremos aplicar um efeito desejado. Imagine uma máscara de verdade. Imagine que esta máscara de uma entrada para os dois olhos, para a boca, alguns furinhos na região da bochecha, saída para o cabelo e e para as orelhas.

Então queremos aplicar uma cor que só afete os olhos? Uma outra cor que criemos sardas? E outra para as orelhas? Entenderam o conceito de máscara do Gimp? Eles geralmente anda de mãos dadas com camadas duplicadas. Vamos entender melhor vendo. Então mãos á obra.

Passo 3 – Aplicação de máscara (Servirá também para defocagem Gauss)

Máscara (Pixelização ou Gauss)
Máscara (Pixelização ou Gauss)
Máscara para tornar personalização a aplicação
Máscara para tornar personalização a aplicação
Aplicando a máscara
Aplicando a máscara
Máscara de aplicação personalizada - 1
Máscara de aplicação personalizada - 1

Bem nós poderíamos nos estender a falar da aplicação passo-a-passo da pixelização. Mas acho que os assuntos mais complicados como camada e máscara a serem tratados foram as partes mais difíceis para quem é iniciante no ramo 2D.  O resultado ficará ao cargo do leitor. Mas se quiserem ver o resultado final deste trabalho – confiram o final deste post.

Sabemos que a única diferença que existe entre a configuração da pixelização para defocagem de Gauss é escolhe-los no Filtro/Defocagem … pixelização ou Defocagem Gauss. Se você acompanhou este tutorial detalhe por detalhe não será confuso apenas fazer esta modificação.

Passo 4 – Defocagem Gauss.

Siga os passos 2 e 3 só que escolhendo ao invés de pixelização, a defocagem de Gauss.

Resultados ‘Defocagem Gauss e Pixelização’.

Resultado Defocagem de Gauss
Resultado Defocagem de Gauss
Resultado defocagem pixelizada
Resultado defocagem pixelizada

Confiram estudos de camadas.

Anúncios