Em 3,2,1….fale!!!!

Timidez é um estado de ansiedade que consegue impedir uma pessoa de uma comunicação informal. Tímidos são confundidos como pessoas antipáticas e mesmo arrogantes. Mas apenas são indivíduos querendo exclusão social, para não terem reações com sua já ansiedade que anda disparada á todo momento. A regra dos 3 segundos ajuda ou piora esse empecilho?

O psiquiatra Augusto Cury descreve em seu livro “Ansiedade” a síndrome do pensamento acelerado (SPA) capaz de corromper nossa capacidade de criar, relacionar, pensar, desfrutar e mesmo de viver. Ansiedade é um termo pouco explorado. Ansioso não é apenas uma característica passageira de uma pessoa nas vésperas de uma apresentação. Agora vivemos em estados sólidos de SPA, que nos afligem em diversos momentos do dia e da vida.

Timidez é uma precoce reação de fatos que nos fazem pensar milhões de vezes, antes de conceber a ação. Timidez possuem níveis que acomete cada pessoa. Algumas mais, e outras menos. Podemos dizer que ela é uma reação defensiva em alguns casos. Ser tímido, pode ser um estado inicial de conhecimento. Não se atreve a experimentar, antes que seja seguro, o aspecto de uma pessoa na fase de experimentação é a mesma com timidez aguda. Acanhado, tentando ir para trás de algum ‘voluntário’ a causa, morde as unhas, coloca a mão na boca ‘trocentas’ vezes.

Ansiedade nos conjura num momento quase infinito de tempo, onde nossas ações são pensadas e repensadas muitas vezes. Fazemos isso, porque queremos ter controle da situação e não ser pego desprevenido. Normalmente uma pessoa que passe por um trauma, nunca mais quer tenta-lo novamente. Os que não possuem este grau de ansiedade maior, são persistentes, e acabam por realizar até uma ação radical, passam a respirar o ‘medo’ que experimentaram.

A armadilha da ansiedade é justamente o isolamento de atividades que ele acaba resultando. Deixar tomar conta é um passo para estagnar e terminar qualquer esperança de uma superação de obstáculos ou desafios. Enfrentar é algo que o ansioso menos quer. E o menor desafio, é ‘encarado’ de uma forma amena e quase se desculpando por aquela ocasião.

Sabendo disso, a timidez é entendida de uma forma bastante rica. Não é tão simples que uma pessoa tímida seja capaz de usufruir de um método que a põe sobre um risco, em seu ponto de vista. A regra dos 3 segundos, não é tão válida, porque os 3 segundos já oferecem um tempo suficiente para que caramiolas entre e saiam da cabeça do tímido. Não é bem assim!!! Assim!!!

É necessário é claro um treino para que esse repentino comportamento seja possível. Pensar que deverá falar em 3 segundos, é muito arriscado. Pode acontecer muita coisa. E os tímidos sabem muito mais que um não tímido, que este ‘intervalo’ de tempo é a pior coisa que existe. Talvez funcione para um ‘falso tímido’. Mas para um enraizado, dificilmente. E inclusive, pode até piorar. A melhor tática é na verdade, trabalhar os níveis de ansiedade, e assim diminuir a ação prisioneira, que a timidez provoca.

 

 

Anúncios