O espírito pioneiro já era carregado nas iniciais da aeronave – “N-X-211”

Como na série Enterprise (2001-2005), a primeira nave espacial da frota, pertencente ao universo Star Trek de Gene RoddenBerry, era gravado no disco frontal – NX-01. Sob os cuidados do designer Donald .A Hall, e fabricado pela Ryan Airlines, lançou o monomotor 28 de abril de 1927, para que então tão breve sai-se para um recorde e fizesse parte da história, em sua breve vida até 30 de abril de 1928. O primeiro cliente foi justamente Charles Lindbergh, que levou o “Spirit” para cruzar sem paradas por 33 horas e 31 minuto em 20-21 de maio de 1927 o trajeto “New York e Paris”.

Capitão Charles Lindbergh juntamente da N-X-211 (Foto: Reprodução)
Capitão Charles Lindbergh juntamente da N-X-211 (Foto: Reprodução)

Nascido em 4 de fevereiro de 1902 em Detroit, Estados Unidos. Charles Augustus Lindbergh foi piloto, inventor, explorador e ativista. Mas ganhou notoriedade apenas quando foi reconhecido através da travessia em 20 de maio de 1927. Desde dessa época ganhou o apelido de The Lone Eagle (derivando um filme em 1957 com o título de “The Spirit of St. Louis“) curiosamente a dublagem cita o apelido “Águia solitária” com o papel principal ficou o ator James Stewart (Um Conto Americano, Aeroporto 77, Um corpo que cai, Janela indiscreta).

O avião “The Spirit of St. Louis” está disposto no Museu Nacional Aéreo e espacial de Washington, DC. Com o título completo de “RYAN NYP “SPIRIT OF ST. LOUIS” First Nonstop Solo Transatlantic Flight” (Fabricante referenciado identificado o ponto de partida (New York) e o ponto de destino (PARIS) da aeronave “Spirit of St. Louis” que realizou o primeiro voo solo ininterrupto transatlântico).  As qualidades que descrevem a trajetória dessa proeza, são “esforço, trabalho de equipe e dedicação (Nova Hall, p. 11, 2003) através de correspondências e documentos trocados entre o neto de Donald A. Hall e Charles Lindbergh.

O feito do piloto foi reconhecido pelo prêmio Orteig, entregue por Raymond Orteig no valor de U$ 25.000,00.

Curiosidades.

  • Charles se encontrou com Henry Ford e Edsel Ford em 1927 no galpão da fábrica Ford Motors;
  • Foi acusado de compactuar com o nazismo, e impedido de lutar quando do ingresso ‘forçado’ dos EUA na guerra. Apenas em 1944 seu pedido foi aprovado;
  • Visitou a equipe da Apollo 8 momentos antes do lançamento que mudaria o marco da história espacial;
  • Na ocasião do lançamento da missão Apollo 11 ele e Claude Ryan ficaram a postos no Cabo Canaveral;
  • O aeroporto internacional de Minneapolis- Saint Paul localizado em Minnesota deu o nome Lindbergh aos seus terminais;
  • Em Sappington, Missouri há uma escola chamada de Lindberg High School;
  • No aeroporto internacional de São Diego, todos os aviões internacionais ficam no terminal Lindberg;
  • E o parque Lindberg no lugar de sua casa;
  • Presente como modelo da arte plastimodelismo – Revell
  • Homenageia o ventilador Spirit.

Confiram mais notícias e novidades pelo Google + e o Facebook do Mundo Pauta.

Anúncios