Todas as instituições sejam por ou sem fins lucrativos, trabalham em cima da sua identidade a todo instante, mesmo que este não seja primariamente seu foco. No campo da filosofia define a identidade como um conjunto de características, hábitos, costumes e comportamentos que envolvem um objeto, e publicamente, assim interpretado é conhecido da forma que ele filtra essas características. Identidade é mais que um símbolo, é de fato uma ‘imagem’.

Há fatores que envolvem o conceito da identidade, mas podemos deixá-los de uma forma mais ‘caseira’ e simples ao enumerarmos três fatores que representam ou formam uma identidade empresarial. O primeiro fator se chama imagem, o segundo é integridade e o terceiro a própria identidade.

As relações entre estes fatores constroem a base do que queremos realmente definir, identidade empresarial não é um ‘objeto’ abstrato. Tal como uma carteira de identificação, ela permite olharmos uma foto (imagem), nome e digital (marca). A marca é o nosso maior objetivo, e sem ela, a identidade empresarial é apenas um engodo.

Podemos definir algumas sub características que acabam por serem produzidas através dessas relações. Assim se olharmos para integridade da MARCA podemos definir que isso significa que é uma percepção externa, o empresário pode definir sua marca como ele quiser, mas o público é que fará o veredicto. A marca é a identidade, e ela é simplesmente o que define a instituição.

Assim podemos dizer que a marca toma um POSICIONAMENTO na mente do público (Share Mind\Brand), havendo uma variação entre o posicionamento da marca, produtos, departamentos e entre outros setores ou características. Íntegro significa “inteiro”, e na percepção significa “abrangente”, podemos também entender que a marca além do posicionamento gera ou deverá promover soluções para necessidades e desejos, quer seja commodities (comum) ou diferente (Produto ampliado\Nicho).

A imagem da marca não é sinônimo de “figura”, na verdade, a reputação. Marcas vivem de reputação, vivem de “likes”, de “shares”. Vivem de bons comentários. A imagem também da marca, é também referenciado a empresa. Portanto a imagem, que podemos criar da empresa, é por sua marca e o que ela se diferencia das demais. Marcas iguais, não há lembrança, marcas diferentes, há peso.

E por fim, a identidade da marca. Ela está amplamente relacionada com a identidade da empresa, não confundir, que a identidade da marca é o mesmo que comparar as características de uma digital, e a identidade da empresa, é lidar com as características de uma pessoa. Enquanto um identifica os passos, o outro identifica o comportamento, em parte.

A identidade da marca é justamente a própria marca e o posicionamento que ela cria no público. De nada adianta ser uma incógnita, e querer ser ‘conhecida’, se o público a ignora. A relação entre esses três Is, segundo  KOTLER (2010, p. 39-41) é a formação do DNA de uma empresa.

Autor: Rafael Junqueira

Confira mais notícias e novidades pelo Google + e Facebook do Mundo Pauta.

REFERÊNCIAS.

KOTLER, P; KARTAJAYA, H; SETIAWAN,I. Marketing 3.0 as forças que estão definindo o novo marketing centrado no ser humano. Campus: Rio de Janeiro. 2010. Edição: 1ª

Anúncios