Então você acorda engajado pela manhã, salta da cama com aquela vontade de criança no 1ª dia de aula, escova o dente pensando como será o primeiro contato com os coleguinhas, que horas será o recreio, toma o café da manhã super preparado, afinal, aquele é o dia. Veste o uniforme sentido a sensação do novo, carrega o mochila apoiado em ambos os ombros, sai pela porta, embarca no ônibus e durante o trajeto, lembra da 1ª vez que viu sua escola, naquele dia você ainda não era estudante, e agora tudo será diferente.

Primeiro contato com a empresa (Imagem: Reprodução / Internet)
Primeiro contato com a empresa (Imagem: Reprodução / Internet)

Se identificou? O primeiro dia de escola de uma criança é justamente igual ao de um profissional em sua nova empresa. Se encaixar é o primeiro desejo de todos nós, mas quero que reajustem que este artigo não fala sobre “endomarketing” precisamente de equipe, seus colegas, mas sim empresa e o profissional. Quer dizer, quando você entra na empresa, teve a curiosidade de saber como ela surgiu? O que serve aquele desenho junto ao nome? Quem foram os fundadores? Suas motivações?

Podem chamar de mania, mas pesquiso de cabo a rabo tudo que entro em contato. Quando vou a uma rua no centro, pesquiso porque aquela rua tem aquele nome, porque tem. E porque hoje ainda a possui. O que significou aquela história para o país. Se era uma personalidade, estudo a biografia inteira. Faz parte de nossa identidade com o que quer que seja. E com uma empresa não é diferente. Queremos nos identificar.

Se você ignora este fato, talvez não tome como uma decisão vital para o seu dia-a-dia, aliás sabemos que capacidade e a eficiência de um trabalho realizado não depende da identidade em si, mas pense que o engajamento de uma pessoa é baseado no que ela acredita, e não somente no que ela sabe fazer, ou se sabe fazer muito bem. O termo ‘insight‘ surge devido a paixão, e não apenas a um ‘viciado‘ em literatura, digamos que a motivação do sucesso deste profissional nesta empresa depende dessa IDENTIDADE.

Sem engajamento estamos falando de ‘carregação‘, e portanto inovação, diferenciação e líder de mercado não são realidades possíveis. O custo obviamente será acima da média, e o benefício bem abaixo. Se existe uma cultura organizacional que permita dar essa visão ao seu funcionário, ele será de fato um COLABORADOR. E fará de tudo para manter o navio navegando e cortando os setes mares sem empecilho algum.

Eu sou as coisas que me inspiram (Imagem: Reprodução \ Internet)
Eu sou as coisas que me inspiram (Imagem: Reprodução \ Internet)
Anúncios