Uso Blender para criar animações e modelagem focada basicamente em arquiteturas, inclusive como parte do meu TCC desde de 2007, há quase 10 anos. Foi quando iniciei meus estudos e quase imediatamente depois, meus trabalhos profissionais no campo do design, tanto 2D como 3D.

BehindScene-ClothCollision-01

(Figura 01 – Por trás das cenas de Cloth e Collision)

A enorme vantagem desse programa é sua gratuidade, e é lógico pensar que ele seja fácil de mexer ou com poucas ferramentas por este detalhe. Muito pelo contrário, na verdade, a riqueza de seus recursos surpreende, inclusive pelo tamanho do programa quanto pela complexidade do que pode ser produzido.

O Design 3D é uma prática constante de inovação e criatividade, particularmente recomendo a leitura e releitura de técnicas de animação como Stop Motion, Live Action e entre outros formatos que possa enriquecer seu trabalho. E para este trago uma animação simples de uso da ações físicas conhecidas como Cloth e Collision.

Mais especificamente o Cloth é uma ação física que permite que a malha sofra com o ambiente. Tal quando um objeto A bate num objeto B e ambos objetos sofram deformações de alguma magnitude. Os controles invisíveis aos olhos do vídeo final, permitem manipular desde do atrito, a reação de impacto, a massa dos objetos, a velocidade, a qualidade do quadro o quadro e etc.

O estudo é complexo apesar da explicação que dei promove uma simplicidade no fato. A interface do Blender sempre foi um bicho de sete cabeças para qualquer iniciante. E assim o é inclusive no 3D Max o qual fui usuário por 2 anos, e Lightwave por um período menor, mas não tão importante capaz de entender que cada programa possui suas qualidades, mas no final, e sempre o será, o profissional o verdadeiro fazedor de ‘milagres’ artísticos.

BehindScene-ClothCollision-02.png

(Figura 02 – Cena em visualização renderizada)

Confira o vídeo.

Vídeo (Animação com os efeitos físicos Cloth e Collision)

Anúncios