Olá tudo bem? Essa é uma fase nova do blog Mundo Pauta com um foco em trazer conteúdos voltados mais para uma prática de dicas de vendas e Marketing dentro dos canais que estão em nossa disposição. E o assunto de hoje é listar 5 dicas valiosas para você tornar seu produto, seja sua publicação ou momento em destaque no Instagram. Vamos lá?

Não use muitas hashtags (1ª Dica)

De uns tempos para cá, quem notou que quando você posta aquele textão todo acaba sendo deletado? Não é bug, é porque a rede social do Instagram agora está limitando o número de hashtags. Um máximo de 11 por post. Mais do que isso é um risco. E você se não fez uma cópia do seu texto, tem o risco de perdê-lo. Mas por quê o Instagram instaurou isso?

01.jpg

Bem Tags são uma espécie de pasta de assuntos. Cada assunto pode ser ‘chamado’, e a tag define essa organização na rede. Quantas vezes você vê posts com 98% de tags e 2% de texto? Muito comum. Na prática quando você usa o serviço de anúncio, e ele é o motor dessa mudança, você quebra a concorrência.

Colocar seu assunto em todas as tags? Tente fazer um planejamento semelhante no Adwords, e veja o quanto seu anúncio vai ser prejudicado se resolver colocar todas as palavras-chaves que lhe vir a cabeça. É investimento jogado fora.

Tags (Hashtags #Tags) são táticas. Então a dica valiosa é, use a que representa o seu assunto DIRETAMENTE. É sobre gato? Coloca #Gato. Você quer seguidores e não compradores? Então coloca #Followme  – lembre-se que as tags permitem uma localização do seu conteúdo e não é sinônimo de “Top Post”, o que define isso é likes e comments. (E repost).

Então atraia o público certo para que isso aconteça! 

Defina uma linha de publicação. (2ª Dica)

Que o Instagram nos possibilita uma gama de assuntos não é novidade. Mas entre quem oferece conteúdo sem fins lucrativos e o que procura por negócios. Ter uma linha padronizada do que postar é essencial. Certo? Temos a tendência de sermos diversos em assuntos, e assim queremos cobrir o que chamamos de “multidão”. Mas em especial quem vende algo, multidão não é seu público. Ou é?

foco-1024x576.png

Quem efetivamente liga para o contato para fazer um pedido? Ok, é uma pergunta cabeluda. Mas se você mantiver um ritmo com um padrão de publicações que construam a ideia do seu negócio dando ao leitor a seguinte impressão: CONFIE EM MINHA SOLUÇÃO. Não há erro. E lembre-se que seu público precisa ser definido antes que essa solução seja considerado confiança por ele.

Se você publica sobre desenvolvimento sustentável, e de repente num dia posta sobre o momento do Óscar. Quebrou aí a linha. A não ser que, e aí precisa ser bem definido, que esse momento do Óscar tem haver com o seu assunto, seu produto. Não é indireto, correto? É o que tem haver DIRETAMENTE. Sem rodeios!

Deixe claro seu produto. Assim seu público vai ser claro com você.

Prepare-se para capturar o seu produto. (3ª Dica)

Aqui tem o significado de fotografar não literalmente. As fotos ou vídeos no Instagram , precisam ter um foco e direcionamento. Mas o que isso significa? Foco é relacionado ao que você vende e que será feita através do chamamos de comunicação mercadológica. Que benefícios você oferece? E o direcionamento, é para quem você está vendendo.

super-8-02

Tirar uma foto com o fundo de uma praia incrível. O que você quis dizer na foto? Que benefícios você traz? Que vantagens? Que promessas? A gente tem a mania de curtir fotos de paraísos, oceanos, animais exóticos. Mas na prática, seríamos capazes de definir porque curtimos em simples sentenças?

O que uma praia significa na prática para uma pessoa? Paz, paraíso, radical, férias, trabalho ou nada? Praia é um ‘bait’ (isca). Mas o produto normalmente é algo subjetivo. Um sorvete não é necessário para nossa sobrevivência, a água sim. Então o sorvete é um desejo, e a água uma necessidade. O que permite o sorvete ser saboreado é o que ele representa. Na infância uma curiosidade, na vida adulta uma nostalgia. O adulto deseja ser crianças algumas vezes?

Se seu produto é entendido, seu cliente o compra naturalmente.

Tendência sim ou tendência não? (4ª Dica)

Passar um tempo no Instagram nos permite entender que algumas modas são criadas por lá. Mas isso acontece em qualquer rede social. Modas são artifícios que as pessoas usam para ajudar a promover novidades. Quem inventou o Selfie, virou pai do Instagram nos dias de hoje. Que promoveu o lançamento do ‘Pau de Selfie’, da funcionalidade ‘Selfie’ nos celulares e até mesmo de eventos que reservam lugares para as pessoas fazerem selfie.

mobiledevice-trends-will-have-a-profound-impact-on-enterprise-it-in-2016-_2119_40107572_0_14124326_500

Anunciar seu produto com uma tendência é super indicado. Mas cuidado com o seguinte. Nem todas as tendências significam força para o seu produto. Dias festivos tem suas vantagens. Com certeza que seu público adota cada momento ao seu gosto. Pode ter clientes seus que não gostam de carnaval, e criar um pacote Carnaval não necessariamente desagrada, mas será que o impacto não seria melhor se fosse um pacote Dias das Mães?

Costumo recomendar que tendência diretas aos seu produto são possíveis de compreender sua potencialidade. Agora quando você não tem certeza, sugiro testar. Mas avaliando o quanto desse teste significa para o seu custo e benefício, a curto e longo prazo. Não é um bom sinal quando o que você oferece promove algum desentendimento.

Use os trends como vantagem e não como turbo.

De volta aos Backlinks. (5ª Dica)

Você viu aquela arte na parede outro dia? Tirou foto, achou super bacana e publicou no seu canal. Comentou que parecia coisa de outro mundo. E coloca o nome do artista e puxa na internet se ele tem canal de portfólio. Uma bela propaganda. Acontece que Instagram você tem um feedback quando isso acontece de quem você referenciou. Nós chamamos essa ação nos tempos remotos de Backlinks.

fb-thumb.jpg

Quando puxamos algum assunto para o que é o nosso foco, ganhamos adeptos a credibilidade do que oferecemos como solução. Concordam? Se você aprecia arte e convida um especialista de arte, o que as pessoas vão pensar? Nossa, essa cara sabe do que está falando. Como é positivo quando você cita autoria, você fecha um processo de networking e cria um processo de compartilhamento.

Quem não gosta de compartilhar o que gosta e ser avaliado positivamente? Mas as flores dessa situação são mais garantidas quando após essas 5 dicas são seguidas religiosamente. Porque backlinks só se concretiza em parceria, compra ou novos negócios, quando você conhece seu público, e eles você e quando você sabe o que oferecer e eles o que procuram.

Parcerias são firmadas por afinidade. Seu cliente, parceiro, amigo e você quando pensam da mesma forma, formam grupos.

Gostaram dessas 5 dicas? Se gostou, siga este blog e compartilhe este artigo nas redes sociais e recomende a algum amigo!

Quem é?

Publicitário / Designer / Consultor / Palestrante / Empresário e CEO da Junqueira Consultoria. MBA em administração de Marketing e Comunicação Empresarial (UVA), Marketing de Relacionamento – CRM (IBMEC). Especialista em Marketing Jurídico, Relacionamento e Redes Sociais. Colunista no Instituto Vendas.

Participe do grupo “Marketing de Relacionamento”:

https://www.linkedin.com/groups/7056049

Contribua também para a Pesquisa de Atendimento e Relacionamento com o Cliente (Redes Sociais):

https://goo.gl/forms/hU0Ss4ETpQl5kVMg2

Anúncios